Ensino Delta Empresa

A distância entre ensino e indústria é um tema real que merece atenção constante por parte da nossa sociedade. Assistimos recentemente no nosso país a um ajustamento forçado, mas necessário, do número de vagas do ensino superior em relação às necessidades empresariais do país. Neste ajustamento a área de tecnologia terá sido das menos afetadas, no entanto esse facto não garante que os recém licenciados venham preparados para aquilo que são as reais necessidades das empresas.

Continuar a ler

Desenvolvimento em iOS iPhone, iPad e iPod Touch – Curso Completo

O livro que me foi apresentado para análise intitulado Desenvolvimento em iOS iPhone, iPad e iPod Touch – Curso Completo (edição revista e atualizada para iOS 7) tem como público-alvo todo o leitor interessado em começar a desenvolver aplicações móveis para as plataformas iOS da Apple ou, para leitores mais experientes, “afinar” alguns aspectos específicos de programação em Objective-C para iOS. De qualquer forma, é assumido neste livro que o leitor tenha conhecimentos prévios de programação, mais especificamente da linguagem C, e dos conceitos inerentes à programação orientada aos objetos (POO).

Desde o primeiro capítulo os autores optam por uma abordagem prática, aliás, passo a citar, “extremamente prática”, desafiando o leitor a desenvolver uma aplicação móvel iOS (app) denominada “O Meu Diário” como forma de apresentar o funcionamento base de uma aplicação iOS tipo bem como ter uma perspectiva inicial sobre o respectivo ambiente integrado de desenvolvimento (IDE)—o Xcode.

Continuar a ler

Autenticação usando a conta do Facebook, Google e Microsoft numa app de WP8.0

Este artigo tem como objectivo mostrar como conectar uma aplicação Windows Phone 8.0 à conta do Facebook, Microsoft e Google, para que com isto seja validada a autenticação na aplicação. O artigo irá portanto, focar-se nas funcionalidades de login e logout.

O exemplo do artigo usa MVVM Light Toolkit  e Cimbalino Windows Phone Toolkit, no entanto está fora do âmbito do artigo explicar como se usa estes toolkits, para mais informações por favor consulte as seguintes referências: Artigos sobre MVVM Light e Artigos sobre Cimbalino.

Continuar a ler

Raspberry Pi em versão melhorada

algumas edições atrás falámos do Raspberry Pi, o micro computador que ganhava cada vez mais adeptos. Pois bem, desta vez o Raspberry Pi voltou com uma versão melhorada de si mesmo. Falamos, caro leitor, do modelo B+.

Raspberry Pi: modelo B vs modelo B+Para aqueles que não se recordam, as primeiras versões deste “brinquedo” (versão A e versão B) começaram a ser comercializadas em 2012, nascidas de uma colaboração entre a Universidade de Cambridge e a Fundação Raspberry Pi. Em 2014 vemos então esta parceria lançar uma versão melhorada do modelo B. Usando estas duas versões para comparativo, elas “pouco” diferem uma da outra; uma das diferenças que salta à vista é o facto do B+ ter agora quatro entradas USB, sendo que o seu homólogo tinha apenas duas.

Continuar a ler

jQuery: usar ou não usar?

Esta é uma questão frequente quando se começa um projeto web. Origina por vezes discussões acesas. A resposta rápida é que sim; provavelmente o que se está a desenvolver justifica o seu uso.

Quando se pondera a utilização de uma qualquer framework ou biblioteca (em qualquer projeto de software) deve-se questionar se os ganhos compensam o peso extra; se a complexidade do problema a resolver o justifica. De forma grosseira e geral, a questão é:

  • partido que vamos tirar da biblioteca/framework > 1 ?
  • peso trazido pela mesma

Continuar a ler

Usar ou Não Usar Múltiplos Monitores para Programar

Vivemos numa era multitarefa, onde muito frequentemente se usam várias aplicações em simultâneo no nosso ambiente de trabalho computacional. Apesar de atualmente existirem monitores de elevada resolução e tamanho, nem sempre estes conseguem suprir todas as necessidades de um profissional que necessita de otimizar e agilizar todas as ferramentas de desenvolvimento de modo a rentabilizar o seu tempo.

Quem programa certamente já sentiu na pele a falta de espaço no ambiente de trabalho para ter alguma documentação e IDE visíveis em simultâneo e é aí mesmo que um sistema com 2 ou mais monitores mostra as suas reais vantagens.

Continuar a ler

Tap Ballz

Tap Ballz é um jogo feito por dois jovens portugueses, Joel Belo e João Araújo (WIP Games). Este jogo é bastante simples. É um jogo onde temos de carregar nas bolas que vão descendo no ecrã na cor pedida. Cada vez o jogo fica mais difícil, aumentando a velocidade e tornando-se um verdadeiro desafio! O objectivo é obter a melhor pontuação possível.

Este jogo destaca-se por ser um jogo de raciocínio rápido no qual uma tela cheia de bolinhas coloridas é apresentada no display e o jogador deve apenas pressionar as que da cor que for indicada.

Assim, será necessário ter reflexos rápidos para acertar apenas a cor correta e evitar perder pontos.

Continuar a ler

Revista PROGRAMAR nº 45 — Maio 2014

Nesta edição continuaremos também a premiar os autores dos três melhores artigos, dado o sucesso nas edições anteriores. E os leitores devem dar a sua opinião para que possamos premiar correctamente. Para isso vote em http://bit.do/ProgramarED45_V.

Assim nesta edição trazemos até si, como artigo de capa, um artigo sobre Estendendo uma aplicação criada no App Studio da Microsoft. Nesta 45ª edição pode ainda encontrar os seguintes artigos:

Clique aqui para fazer o download desta edição!

try: keepUpWork: Except Error: print ”again” break

Tentamos… Ousamos falhar, tentamos de novo… E no final do dia, tentamos outra vez!

Esta semana vi um cartoon engraçado sobre o desenvolvimento de aplicações open-source! Achei particularmente caricato, pelas semelhanças do cartoon com esta nossa e vossa revista. Vou tentar “codificar” o cartoon em palavras, apesar do sucesso ser pouco provável! No cartoon aparecia como título: “O que as pessoas pensam sobre como as aplicações open-source são feitas” e tinha vários grupos de pessoas, a trabalharem simultaneamente em ideias a construir algo, a testar a construir, a idealizar… E abaixo tinha uma segunda quadrícula intitulada “O que realmente acontece”, onde se via um sujeito solitário, com aspecto de cansado com o balão de fala onde se lia “let me just close one more ticket before sleep”, e via-se no fundo um relógio onde as horas marcavam perto de 2h da manhã. Era mais ou menos isto. Recomendo verem a imagem original na web, pois é bem mais ilustrativa e engraçada.

Continuar a ler

Estendendo uma aplicação criada no App Studio da Microsoft

Este artigo tem como objetivo explicar como estender uma aplicação que foi inicialmente gerada pelo App Studio da Microsoft.

Num outro artigo, Criando aplicações Windows Phone 8.1 e Windows 8.1 usando o App Studio da Microsoft, foi apresentado o serviço da App Studio, os vários tipos de templates para criar aplicações, as várias fases do desenvolvimento da aplicação no serviço e por fim a geração dos pacotes e a obtenção do código.

Continuar a ler