Criar, Agir e Apresentar

Nos vários eventos por onde tenho passado, um tema tem sido recorrente: a inovação em Portugal ou, com o alguns indicaram, a falta dela. O exemplo mais apresentado era no desenvolvimento de aplicações web,uma área que actualmente está em franco desenvolvimento. Todos os dias surgem novas e originais aplicações, mas ainda é raro encontrar uma equipa portuguesa envolvida. Foram apresentadas várias explicações para esta greve de criação: a localização (cada vez menos importante), a mentalidade, a falta de investimento e, principalmente, a falta de coragem. Cada vez mais se pensa duas vezes antes de se atirar de cabeça nalgum projecto arriscado. No entanto, o melhor caminho apresentado para o sucesso foi mesmo “tentar” (muitas vezes), dedicar-se a um projecto e fazer tudo para que vingue. Fica aqui o incentivo a todos os portugueses que estiverem a ler, se mesmo com toda a dedicação não obtiverem resultados (o que poderá acontecer muitas vezes), aprendam com a experiência e avancem para novas ideias. Mas tentem…

A partir desta edição iremos tentar acompanhar mais eventos que aconteçam por Portugal, no sentido de divulgar o que se vai fazendo pelo nosso país e promover a discussão nos mesmos. Por isso, pedimos que nos notifiquem de futuros eventos, para podermos divulgar na revista, dentro do período possível. Também poderão enviar-nos resumos e fotos de eventos já decorridos para surgirem na nova secção Eventos, inaugurada com o evento Tecnonov2007, no qual estive presente.

Sérgio Santos