Desenvolvimento de Aplicações Profissionais em Android

Capa do livro Desenvolvimento de Aplicações Profissionais em Android
Título
Desenvolvimento de Aplicações Profissionais em Android
Autor(es)
Editora
FCA – Editora de Informática, Lda.
Páginas
320
ISBN
978-972-722-796-9

O livro Desenvolvimento de Aplicações Profissionais em Android, de Ricardo Queirós, destina-se principalmente a programadores que pretendam evoluir os seus conhecimentos sobre Android conhecendo as especificidades e novidades introduzidas pela versão 4.4 (a versão KitKat é a utilizada por Ricardo Queirós ao longo da obra). Embora este livro possa ser utilizado por aqueles que pretendem iniciar-se no desenvolvimento de aplicações Android, considero que poderá haver algumas dificuldades em alguns capítulos, prevendo que seja necessário recorrer a alguns exemplos mais simples antes de implementar os exemplos que acompanham este livro.

Ricardo Queirós começa por introduzir, no capítulo 1 do seu livro, as ferramentas de desenvolvimento—Eclipse e Android Studio (atualmente em fase Beta)—e um dos conceitos mais básicos de programação para Android: as atividades, que representam a interface gráfica perante o utilizador.

O capítulo 2 acrescenta um conjunto variado de funcionalidades avançadas ao nível gráfico, podendo aqui ser necessário um parêntesis para programadores mais jovens no Android, como já acima referi, recorrendo por exemplo à primeira obra do autor e que foca aspetos mais básicos do desenho gráfico de aplicações. Continuando a análise deste capítulo, o seu conteúdo irá permitir ao leitor usar fragmentos e construir aplicações que se adaptem a múltiplos ecrãs, implementar formas diversas de navegação na aplicação, personalizar a interface do sistema assim como da própria aplicação, usar técnicas de acessibilidade como text-to-speech, speech-to-text ou multitoque e finalmente aplicar animação aos elementos da interface gráfica através de gráficos 2D e 3D. No término do capítulo 2, o leitor será capaz de desenvolver aplicações com uma forte componente gráfica e com grande atratividade para o utilizador final com a incorporação de gráficos e animação. 

O capítulo 3 irá permitir incorporar bases de dados nas aplicações e fazer backup dos mesmos para a “nuvem”. Dada a crescente transmissão de dados através da internet e da consequente necessidade de serialização de dados, são apresentados dois formatos para transmissão de dados em rede, mais concretamente o JSON e o Google Protocol Buffers. Este capítulo termina com uma referência a frameworks de acesso e impressão de dados.

Tendo em conta que uma grande parte de aplicações reais comunica com o exterior para obtenção/manipulação de informação, Ricardo Queirós introduz no capítulo 4 os conceitos fundamentais e boas práticas para comunicação com o exterior de forma eficiente, dando ênfase ao protocolo HTTP. A integração de web services já existentes em aplicações Android é também fortemente referida neste capítulo, salientando-se um exemplo prático que utiliza a API do Facebook.

No capítulo 5, o autor aborda as tecnologias de conetividade mais comuns como USB, Bluetooth e Wi-Fi, abordando também o NFC. São dados em todos os casos exemplos práticos de aplicação que conduzem o leitor na fácil implementação de aplicações com recurso a estas tecnologias.

O capítulo 6 aborda dois tópicos cada vez mais atuais e necessários quando se fala de aplicações móveis e que se prendem com a utilização de mapas e localização. Através dos mapas é possível centrar na posição do utilizar, mostrar rotas, adicionar marcadores representado diversos pontos de interesse ou adicionar formas (círculos, polígonos) para melhor realçar uma área. Estes conceitos são ilustrados no livro com vários exemplos fáceis de perceber e implementar. Por outro lado, Ricardo Queirós introduz a nova API de localização denominada de Fused Location Provider através de três exemplos práticos principais: fazer tracking periódico da posição, utilização de geofencing para perceber quando um utilizador sai ou entra de uma dada área e reconhecimento da atividade do utilizador (se está a andar, conduzir, parado).

O último capítulo deste livro termina com aquilo que o autor chama de Tópicos Avançados e onde estão incluídos exemplos de como criar e incluir gráficos numa aplicação através do Google Chart Tools, como fazer a comunicação entre cliente e servidor para manter atualização de estado usando o Google Cloud Messaging, como obter informação sobre pontos de interesse através do Google Places API ou como desenvolver aplicações usando a versão Android Wear. Esta é destinada especificamente para wearables, ou seja, objetos que usamos, como por exemplo relógios, óculos, etc.

Em suma e em jeito de conclusão, parece-me um livro bem estruturado, com exemplos de aplicações em praticamente todos os tópicos e que por isso recomendo vivamente a quem pretenda evoluir os seus conhecimentos no desenvolvimento de aplicações para Android.

Publicado na edição 47 (PDF) da Revista PROGRAMAR.