Gestão Moderna de Projetos – Melhores Técnicas e Práticas

Capa do livro Gestão Moderna de Projetos - Melhores Técnicas e Práticas (7.ª Edição Atual. e Aument.)
Título
Gestão Moderna de Projetos - Melhores Técnicas e Práticas (7.ª Edição Atual. e Aument.)
Autor(es)
Editora
FCA – Editora de Informática, Lda.
Páginas
504
ISBN
978-972-722-766-2

Uma leitura agradável e de extrema utilidade, tanto para estudantes dos diversos cursos onde tenham disciplinas que impliquem a gestão dos seus projectos académicos, como a própria disciplina de Metodologias de Projecto e Projecto (nos seus diversos níveis), como para programadores e gestores de projecto.

Aborda de forma simples e apelativa todos os aspectos da gestão de um projecto, fazendo uma introdução cativante e interessante.

Ao ler pensei “Ok, já li bastante, já ouvi imenso, o meu dia a dia acaba passando por uma gestão de projecto”. Mas com a leitura percebi que existe mais para ser lido e aprendido.

O papel do gestor de projecto é subestimado e visto de forma não propriamente correcta, tal como no início do livro é clarificado de forma simples, e assertiva.

A apresentação das normas de mercado foi uma das partes mais interessantes, pois não só dá toda a informação relevante num único local, como a explica de forma clara e coerente, sem necessidade de remeter o leitor para outras leituras complementares.

Toda a estrutura do livro, leva a que o leitor a determinado ponto chegue a ver a leitura do livro como um projecto em que o maior stakeholder é o próprio leitor, pois é ele quem beneficia da leitura.

A gestão do tempo, as questões de ética, os conflitos pessoais extrapolados para o projecto “gestão do tempo para ler o livro”, ajudam a encaixar melhor o teor do que é explicado.

Contrariamente a outras leituras anteriores, neste livro são apresentadas questões legais, particularmente pertinentes, numa altura em que “o que hoje é, ontem não era” e uma busca sobre um assunto na legislação por vezes acaba por despender demasiado esforço numa única tarefa sem conclusão à vista, quase causando falhas em cascata.

A apresentação de normas como a PMBOK e respectiva extensão para a construção civil, é particularmente útil por oferecer uma visão menos “fechada” daquilo que é a gestão de um projecto, independentemente do seu âmbito.

Ao longo de todo o livro, são apresentados todo os aspectos de uma gestão de projectos, desde o momento em que é pensado, ao momento em que é dado por encerrado, apresentando as diversas etapas, tarefas e objectivos de cada uma delas, para um sucesso na execução de um projecto.

Uma outra grande vantagem que pude constatar está no facto deste livro não se focar demasiado num software, mas ser abrangente o suficiente para o leitor, poder aplicar o que lê em qualquer software de gestão de projectos, seja ele software livre, software proprietário, software desenvolvido internamente para a entidade em questão.

Nos capítulos 22 e 23, são apresentadas de forma “leve” aquilo que por vezes são as maiores threats de um projecto, nomeadamente a resistência à mudança, a gestão dessa resistência, a execução da mudança que incontáveis vezes são uma das maiores dificuldades da gestão eficiente de um projecto, pois ninguém gosta de sair daquilo que é a sua “zona de conforto”, tão pouco o ser Humano que sendo uma criatura de hábitos, sente desconforto em sair da sua “zona de conforto, ou rotina”.

É de facto um livro recomendável, tanto para consulta como para estudo, a todos os estudantes dos diversos graus de ensino.

Publicado na edição 43 (PDF) da Revista PROGRAMAR.