Impressoras 3D – Escolhe a tua

Hoje em dia, as impressoras 3D ganham cada vez mais entusiastas e muitos são os interessados neste tipo de equipamento. Apesar da Impressão 3D não ser “algo novo” uma vez que a primeira impressão conhecida ocorreu em meados de 1984, por Chuck Hull, só há pouco tempo o público em geral olhou de forma mais atenta a este tema . A Impressão 3D também conhecida como prototipagem rápida, é uma forma de tecnologia de fabricação aditiva onde um modelo tridimensional é criado por sucessivas camadas de material.

Neste artigo, o objectivo será indicar um conjunto de impressoras 3D e respectivas análises dos seus prós e contras de forma que seja mais simples escolher o equipamento que melhor satisfaz as suas necessidades do leitor.

Impressoras para iniciantes

Da Vinci Jr. 1.0

Impressora 3D: Da Vinci Jr. 1.0

Uma escolha acertada para quem procura uma impressora o mais económica possível e sem necessitar de qual quer tipo de montagem por parte do comprador, pois vem calibrada de fábrica, sendo simplesmente “plug and play”. Sendo da família das impressoras XYZ, a Da Vinci Jr. 1.0 devido à sua relação preço/qualidade ganhou o prémio 2014 CES EDITOR’S CHOICE.

Esta pequena máquina tem a vantagem de ser completamente selada, evitando que durante a impressão ocorram movimentações ou acessibilidades indesejadas por parte de crianças ou objectos. O seu pequeno LCD apesar de básico, consegue manter um formato decente de forma a ser possível ler o seu conteúdo e relembrar que o seu cartão SD ainda está dentro do aparelho.

Na questão da sua qualidade, este equipamento oferece uma base que permite imprimir objectos até 200x200x200mm3 e a impressão é aceitável tendo em conta que o software é minimalista, não contendo muitas opções nas configurações da mesma para a impressão o que se torna um ponto favorável para quem inicia esta nova experiência. Quando o software inicia o “slicing”, que é a designação dada ao processo onde o programa transforma o objecto tridimensional em “layers”, parece que existe alguma dificuldade em processar objecto “menos perfeitos” e tende em demorar mais do que o desejado. À parte dos pequenos problemas de impressão, quero manter em mente a questão de preço/qualidade apesar deste fornecedor complicar uma acção tão simples como trocar o filamento sendo que o consumidor é impedido de comprar filamento mais acessível economicamente tendo que o comprar mesmo à empresa-mãe, este é um ponto que já dá que pensar duas vezes quando chega a hora de adquirir este modelo.

Em conclusão a esta análise, pode-se dizer que esta impressora se destina ao consumidor que pretende um equipamento o mais económico possível, que não seja muito exigente com o acabamento final da impressão e queira iniciar uma experiência neste mundo da impressão 3D.

Printrbot Play 1505

Impressora 3D: Printrbot Play 1505

Uma impressora minimalista no visual e na qual esta versão tem a estrutura em metal, sendo tal como a Da Vinci Jr. 1.0, é uma impressora que vem montada de fábrica e não necessita de qualquer tipo de montagem. Ao contrário do que aparenta, esta impressora não consta ser pesada pois grande parte é alumínio e a sua parte inferior é aberta permitindo assim um acesso simples e fácil aos motores, à electrónica e aos pés de borracha que impedem a mesma de deslizar sobre a mesa durante a impressão. Em comparação com os seus antecessores, este modelo contém um slot SD mais acessível e um apoio para o filamento no topo da estrutura.

Apesar de compacta, a estrutura contém tudo o que necessita de forma organizada, tal como o seu extrusor e as duas ventoinhas de arrefecimento, impedindo ainda que curiosos possam tocar em partes quentes ou rotativas deste aparelho. Contudo esta protecção torna-se uma obstrução caso seja necessário aceder ao seu interior, tendo que desmontar a estrutura exterior por completo.

As dimensões da Printrbot Play são reduzidas, tenho uma capacidade máxima de impressão de 100x100x130mm3, realizando impressões rápidas sem ter de sacrificar significativamente a qualidade de impressão, tendo como única desvantagem a produção de ruído acima da média.

Dremel 3D Idea Builder

Impressora 3D: Dremel 3D Idea Builder

Chegamos a um nível acima. Apesar de ter um preço um pouco mais elevado que as duas impressoras anteriores, a Idea Builder contém uma qualidade bastante aceitável. Sendo completamente fechada pela sua estrutura com uma porta frontal, contém um software simples de utilizar mas que infelizmente contém algumas falhas em aspectos fundamentais tais como a adição de material de suporte e exige também a utilização de filamentos vendidos pela empresa que na sua maioria são translúcidos e disponíveis em apenas 10 cores. Para além destes aspectos, esta impressora não tem uma base aquecida não sendo possível imprimir filamento de ABS.

Contudo, este modelo oferece um interface táctil e contém como ferramenta de apoio com vídeos que colocam o utilizador a realizar a sua primeira impressão em apenas 30min.