Primeiros passos no desenvolvimento de aplicações Android

Aprenda os primeiros passos para iniciar o desenvolvimento de aplicações para a plataforma móvel líder do mercado. Neste artigo será abordada desde a instalação e configuração do ambiente de desenvolvimento, até a construção e a execução de um projeto em um dispositivo virtual. Por fim, exportaremos o .apk deste projeto para que possa ser executado em dispositivos reais com o Android instalado.

Atualmente, Android ocupa uma boa parcela entre os sistemas operacionais móveis disponíveis no mercado, sendo que, segundo a Google, este sistema ultrapassa atualmente a marca de 1 bilhão de dispositivos. Com isso podemos constatar o grandioso mercado de oportunidades que o sistema oferece para empresas e programadores autônomos de aplicações móveis.

A Google, empresa que possui os direitos sobre o sistema atualmente, fornece excelente documentação e ferramentas gratuitas para o desenvolvimento de aplicações (apps). Inicialmente, o Android era um sistema planeado para funcionar em câmeras digitais, porém, com o passar do tempo, veio a operar em telemóveis, conhecidos como smartphones, e atualmente funciona em uma série de dispositivos, entre eles: Android Wear (Smart Watch ou Relógio Inteligente), Smartphones, Tablets, Android TV e o mais novo Android Auto. Alguns aparelhos televisores, os Smart TVs, possuem o Android instalado nativamente, porém é possível adquirir o Chromecast para televisores que não possuem o sistema (conheça o Chromecast em: http://www.google.com/chrome/devices/chromecast/).

Em primeiro lugar, vamos aprender onde encontrar algumas ferramentas e recursos necessários para iniciar o desenvolvimento de aplicações para Android, abordando a instalação e configuração do SDK com o ambiente de desenvolvimento Android Studio, recentemente adotado como ambiente de desenvolvimento padrão do sistema pelo Google. Por fim, aprenderemos a instalar e configurar um dispositivo virtual utilizando o Genymotion, sendo que através deste dispositivo virtual poderemos executar e testar aplicações. Por fim, construiremos um projeto teste e executaremos no nosso dispositivo virtual e em um dispositivo real, exportando o .apk. Todos os recursos necessários para iniciar o desenvolvimento para esta plataforma são encontrados gratuitamente na Internet.

Por onde começar?

O sistema operacional Android é mantido pelo Google, o qual fornece uma excelente documentação gratuita que pode ser acedida em: http://www.android.com/. Neste site existem informações variadas para diferentes pessoas, desde simples utilizadores aos programadores mais experientes. Para iniciar o desenvolvimento de aplicações vamos procurar por Android SDK (Standard Development Kit ou Kit de Desenvolvimento Padrão), que contém todos os recursos e plug-ins necessários para programar as aplicações para o sistema. Atualmente o SDK vem em conjunto com o IDE Android Studio, o qual pode ser descarregado em: https://developer.android.com/sdk/index.html.

Faça download do Android Studio no link acima e certifique-se que seu computador tenha pelo menos o Java Development Kit 7 (JDK) instalado. Caso não tenha, pode descarregar gratuitamente em: http://www.oracle.com/technetwork/java/javase/downloads/index.html.

Por padrão, o Android Studio virá configurado para o desenvolvimento na última versão do sistema disponível, que na data deste artigo (Abril de 2015) se refere à versão 5.0, conhecida também como Lollipop. Entretanto, é possível descarregar SDK para desenvolver apps para versões ou APIs anteriores do sistema através do SDK Mananger, o qual abordarei posteriormente neste artigo. É possível desenvolver apps para Android em diversas plataformas, porém neste artigo a instalação dos recursos será toda feita no Windows, sendo que alguns passos explicados poderão mudar conforme a plataforma de desenvolvimento escolhida. Acredita-se, no entanto, que as variações são pequenas e caso esteja a utilizar outra plataforma, também conseguirá acompanhar este artigo.

Java

Conseguiu fazer o download dos arquivos citados anteriormente? Então, vamos começar! A instalação do Java é fácil e está bem documentada online. Caso o Java não funcione no Windows, é bastante comum que o problema seja a configuração das variáveis de ambiente do sistema, sendo necessário efetuar esta configuração em alguns casos.

Android Studio

Após instalar o Java, abra o ficheiro da instalação do Android Studio. Após isso, você verá o ecrã de boas-vindas do IDE, conforme a Figura 1. Clique em Next.

Instalação do Android Studio
Figura 1: Instalação do Android Studio

No segundo ecrã, deverá marcar as opções que quer instalar na máquina. Para realmente podermos programar para a plataforma Android, é necessário ter instalado o Java e o Android SDK, ou seja, obrigatoriamente a opção Android SDK deverá estar marcada entre as opções de instalação. A instalação é obrigatória, pois ela contém todos os ficheiros necessários para o desenvolvimento, sendo que, caso já utilize outro IDE diferente do Android Studio para programar e tenha o Android SDK instalado, poderá desmarcar esta opção. Caso seja a primeira instalação destes ambientes na máquina, é recomendável que deixe todas as opções marcadas, desta forma garantimos que serão instalados todos os recursos para desenvolvimento e para simular a máquina virtual do Android para testar as aplicações.

Android Studio: escolha de componentes
Figura 2: Escolher componentes

Aceite os termos de uso e clique em Next. Após isto, selecione o diretório que queira instalar o Android Studio e o Android SDK. Recomendo que deixe os diretórios pré-selecionados pelo IDE.

Android Studio: escolher os diretórios para instalação
Figura 3: Escolher os diretórios para instalação

Após isto, será copiado todos os ficheiros do Android Studio e do SDK para a máquina nos diretórios informados no passo anterior. Este processo dependendo da configuração da máquina pode demorar.

Android Studio: instalação concluída
Figura 4: Instalação concluída

Se seguiu todos os passos citados acima, instalou o Android Studio e já está com o ambiente todo configurado para iniciar o desenvolvimento de aplicações para a plataforma mobile do Google.

OBS: O Android Studio atualiza-se frequentemente, e caso tenha algum passo diferente do que foi citado neste artigo, mantenha as configurações padrões e clique em Next.

Publicado na edição 49 (PDF) da Revista PROGRAMAR.