Xamarin 4.0 – Tudo o que precisa para criar as suas aplicações móveis

Introdução

No primeiro semestre de 2014 a Xamarin lançou o Xamarin 3.0, que veio trazer às equipas de desenvolvimento de aplicações móveis muitas novidades, nomeadamente a framework Xamarin Forms que veio revolucionar a forma de desenvolvimento até então e para além disso possibilitou a criação de estratégias de reutilização de código, que permite diminuir o esforço de desenvolvimento entre as várias plataformas e claro está reduzir o tempo de manutenção.

Com isto, nos últimos meses muita tinta correu à volta das soluções oferecidas pela Xamarin, e com a publicação do Xamarin Test Cloud, Xamarin Insights e Xamarin Android Player, a Xamarin continuou a somar pontos.

Recentemente, em Novembro 2015, a Xamarin volta à carga com mais anúncios e apresenta o Xamarin 4.0, que apresenta muitas novidades que para quem está a fazer desenvolvimento de aplicações móveis deixa qualquer um soberbo, uma vez que a qualidade e leque de funcionalidades continua a crescer de forma exponencial, e consequentemente contribui para o bom desenvolvimento, e consequentemente boa qualidade e desempenho das aplicações.

Funcionalidades

O Xamarin 4.0 apresenta-se com uma nova versão da plataforma da Xamarin e da Xamarin Test Cloud, e torna público o Xamarin Insights, deixando este último de ser versão beta, como era até aqui.

As soluções da Xamarin vão fornecer ferramentas e APIs para facilitar o desenvolvimento, teste e monitorização, e claro está as estratégias de partilhar/reutilização de código permite que o desenvolvimento das aplicações para as várias plataformas seja mais rápido.

Xamarin 4: ciclo de uma aplicação móvel

Ao nível da framework Xamarin Forms, que se apresenta como Xamarin Forms 2.0, temos as principais novidades:

  • Melhorias de performance e de qualidade de API;
  • Suporte para pré compilação de ecrãs desenhados em XAML facilitando o carregamento da aplicação;
  • Suporte para Universal Windows Platform apps (ainda preview);
  • Suporte para iOS9 e Android Material Design;
  • Novas “gestures”: pinch e pull-to-refresh.

Para além destas novidades, a Xamarin apresenta melhorias no desenvolvimento de aplicações iOS usando Xamarin Plugin para Visual Studio, realizou atualizações na versão do Mono/.Net de forma a manter compatibilidades e aumentar a performance das suas soluções e melhorou a experiência ao nível de modo design para iOS (load and save XIB files) e Android (Android Material Design).

Ao nível do Xamarin Test Cloud, a Xamarin possibilita que as aplicações sejam testadas em +2k dispositivos reais de Android e iOS, o que sem dúvida é uma mais-valia para muitas equipas de desenvolvimento que muitas vezes só têm 2 ou 3 dispositivos. E é apresentado o Xamarin Test Recorder, aplicação “preview” disponível para Mac, que permite gravar todas as interações realizadas pelas aplicações iOS e Android e desta forma é possível criar scripts que depois podem correr no Xamarin Test Cloud ou importá-los para o Xamarin Studio/Visual Studio. Estes scripts baseiam-se em testes unitários que tiram partido da framework UITest e podem ser executados a partir de integração continua. Esta framework, Xamarin.UITest C#, é mais uma das novidades com o lançamento da sua primeira release e é completamente focada na criação de testes, é gratuita e sem limitações de utilização em simuladores ou devices. No entanto a combinação perfeita é o uso de Xamarin.UITest C# em conjunto com o Xamarin Test Cloud.

Xamarin 4: Xamarin Test Cloud

Ao nível do Xamarin Insights, a Xamarin orgulha-se na monitorização em tempo real e disponibiliza relatórios gratuitos para todos os utilizadores, no entanto com algumas limitações. Claro está fornece soluções mais avançadas para cenários que o exijam, o que é o caso das aplicações enterprise.

Para terminar, a Xamarin aproveitou este lançamento para estimar os seus clientes e ofereceu a todos os utilizadores ativos:

E para além disso a Xamarin apresenta novos planos sobre os seus produtos, planos estes mais direcionados a empresas.

Conclusão

Em conclusão, podemos concluir que a equipa da Xamarin continua a trabalhar arduamente para nos fornecer boas soluções de forma a facilitar o desenvolvimento de aplicações móveis e com o lançamento do Xamarin 4.0 nota-se a melhoria de qualidade e em muitos casos a voz do utilizador é tida em conta.

Referências

Publicado na edição 51 (PDF) da Revista PROGRAMAR.