Miguel Rentes

Subversion: Controlo total sobre o Software

SubversionO controlo de versões de um software sempre foi uma questão muito importante e delicada para qualquer programador que se preze. É actualmente impensável desenvolver projectos de software complexos e com requisitos que estão frequentemente a mudar, sem ter um sistema que controle tudo o que acontece ao software: as alterações ao código, a possibilidade de voltar sempre atrás até uma versão estável do software (óptimo quando ocorrem erros e se precisa de regredir no código), ver que alterações foram feitas no código globalmente ou apenas numa porção deste (incluindo as respostas às perguntas: quando? por quem? para que fim? em que ficheiros?), controlar eficazmente a fusão (em Inglês, merge) das alterações em vários módulos separados de software num mesmo produto unificado, e também controlar a própria documentação do software.

Sem dúvida que em qualquer projecto de software (por muito pequeno ou muito grande que seja), o controlo da informação é crucial para o sucesso do mesmo. Por isto mesmo, a tarefa de controlar as versões de um software não é de todo fácil, nem todos os sistemas de controlo de versões, ou VCS (Version Control System), são iguais e com as mesmas funcionalidades.

Continuar a ler