Rita Peres

Natural de Castelo Branco, licenciou-se em Engenharia Informática pela Universidade da Beira Interior. Membro do P@P desde Janeiro de 2010.

WebSummit 2016

Como não podia deixar de ser, nesta edição resolvemos dedicar um espacinho ao Web Summit deste ano.

Para os leitores que não estão tão familiarizados com o mundo da tecnologia, queremos relembrar que a Web Summit é uma das maiores conferências mundiais de tecnologia.

A primeira vez que este evento teve lugar foi em 2009 em Dublin (onde se realizaram nos últimos 5 anos) e rapidamente se tornou um dos maiores eventos do género, uma vez que é dos acontecimentos anuais mais aguardados. A Web Summit foi fundada por Paddy Cosgrave, David Kelly e Daire Hickey.

Continuar a ler

HTML 5 – 4a Edição Atualizada e Aumentada

Nesta edição, trazemos até vós, caros leitores, a review do livro HTML5 de Luís Abreu. Trata-se da 4ª edição atualizada e aumentada.

Dirigido a todos os programadores, estudantes e profissionais da informática, este livro é acessível a todos os entusiastas que queiram aprender e/ou aprofundar conhecimentos acerca do “novo” HTML5. Tal como o autor nos tem vindo a habituar, este livro tem uma linguagem simples, clara e acessível, sendo fácil seguir os exemplos que nos vão sendo propostos ao longo desta edição.

Continuar a ler

Wifi Air Denial

Nesta edição caro leitor, trazemos até vós um artigo acerca de uma exploit, a WIFI AIR DENIAL.

Esta exploit foi conhecida pela primeira vez em 2011. De uma forma simples, esta exploit consiste em fazer que quando um dispositivo envia um pacote de autenticação a um access point/router, antes do mesmo responder ao pedido do dispositivo – o “nosso device” responda dizendo que não aceita a autenticação impedindo-o de utilizar o wifi.

Continuar a ler

Algoritmo de Dijkstra

Nesta edição da Programar, não quisemos deixar de lado uma das linguagens mais usadas de todos os tempos.

A famosa linguagem C

E nesta edição comemorativa dos 10 anos da nossa revista, achamos que faria todo o sentido recordar um algoritmo, que em algum dia das nossas vidas, todos nós, programadores ouvimos falar… o não menos famoso que a própria linguagem C, o algoritmo de Dijkstra… e porque este algoritmo? Porquê este refere, o caminho do custo mínimo. E todos nós sabemos que a nossa revista já percorreu muitos caminhos até chegamos à edição 53.

Ora para os mais distraídos, e para os menos recordados, este algoritmo data do ano de 1956, tendo tido a sua primeira publicação em 1959. Foi criado por um matemático computacional holandês, Edsger Dijkstra. E trouxe uma solução que vários procuravam na altura, a solução para o problema do caminho mais curto num grafo dirigido.

Continuar a ler

Entrevista a Vânia Gonçalves

Vânia GonçalvesRevista PROGRAMAR (RP): Fale-me um pouco de si e do seu percurso na área das tecnologias.

Vânia Gonçalves (VG): Sou licenciada em Eng. Informática e Computação pela FEUP e antes da conclusão do curso comecei a trabalhar nas áreas de desenvolvimento de software e segurança e gestão de redes. Mais tarde concluí um Mestrado em Políticas Tecnológicas pela Universidade de Cambridge e desde então tenho-me focado mais na investigação da gestão de inovação tecnológica, políticas e modelos de negócio associados. Atualmente sou docente convidada do Departamento de Engenharia Informática da FEUP e Coordenadora de projetos de Investigação e Desenvolvimento na NMusic.

RP: Como surgiu a comunidade Portugal Girl Geek Dinners e qual a sua missão?

Continuar a ler

gcc ed52.c -o ed52

É com orgulho que vos trazemos mais uma edição da PROGRAMAR.

A edição 52. A primeira de 2016.

E a título de homenagem a todos vós escolhemos o dia do pai para mais um lançamento. Porquê? Porque em cada programador há um pai. (e em cada programadora uma mãe, claro!…)

Quantos de vocês, não se sentiram já um pouco “pai” do vosso programa? Creio que há sempre algum projeto que nos ficou, que nos foi mais especial. Que ainda recordamos com saudade. Ou aquele projeto que não conseguimos deixar para trás.

Continuar a ler

Automação com GENUINO

Introdução

A plataforma Genuino, tornou-se bastante popular ao longo dos anos, sendo uma das plataformas mais usadas em projectos de IoT e automação, tanto pelo seu baixo custo como pela sua capacidade de processamento e de I/O (input/output). Para os leitores que estão menos familiarizados com este tema, o Genuino é análogo da marca Arduino.cc, tendo sido criado pelos co-fundadores do Arduino Massimo Banzi, David Cuartielles, Tom Igoe e David Mellis. Na prática, o Genuino é usado para as boards vendidas fora dos EUA.

Isto é, a marca Genuino certifica também a sua autenticidade com a filosofia de hardware aberto e de código aberto que sempre caracterizou os valores do Arduino. As placas Genuino e Arduino partilham os mesmos componentes e as mesmas características. São as mesmas boards, mas a “marca” do circuito é determinada pelo país. O Arduino é comercializado dentro dos EUA e o Genuino fora dos EUA.

Continuar a ler

Shift Appens 2016 – Coimbra

Dia 19, 20 e 21 de Fevereiro de 2016, Coimbra encheu-se de jovens (e alguns menos jovens) dispostos a escrever um novo mundo em código.

O Pavilhão Centro de Portugal, nas margens do Rio Mondego encheu-se de vida pra um dos mais conhecidos hackathons portugueses. Os participantes foram maioritariamente estudantes ligados à informática, contudo desta vez o evento abriu as portas também a quem já deixou de ser estudante. Organizado pelo Núcleo de Estudantes de Informática da Associação Académica de Coimbra e pela Jeknowledge, este evento superou as expectativas dos participantes.

Continuar a ler

Raspberry Pi 3 Model B

Raspberry Pi 3 Model BDefinitivamente o Raspberry Pi veio para ficar. Na última edição da PROGRAMAR falamos de um novo membro da família, o Raspberry Pi Zero. Passados 3 meses, estamos a falar-vos de mais um novo membro. O Raspberry Pi 3.

A fundação que ultimamente nos tem habituado a ter novidades em curtos espaços de tempo, voltou a “surpreender” os seguidores mais fieis.

Se o Pi zero nos fazia voltar à simplicidade do circuito, o Pi 3 assume-se como o mais bem “preparado” da família, superando o seu antecessor o Pi 2, como alias, seria esperado.

Continuar a ler

Christmas_tree.cpp

#include “stdafx.h”
#include<stdio.h>
 void main()
  { int rows,starNo,spaceNo;  //Perguntar e definir metas próprias
      printf(“Enter Rows:\n”); scanf(“%d”,&rows);
               // Definir o algoritmo
      for(int i=1;i<=rows;i++) {starNo=i*2-1; spaceNo=i+rows-starNo;
       for(int j=0;j<spaceNo;j++) {printf(“%c”,’ ‘);}
       for(int k=0;k<starNo;k++)  {printf(“%c”,’*’);}
      printf(“\n”); }
    //Continuar a apostar no algoritmo
     for(int l=0;l<3;l++){ for(int m=0;m<(rows*2+1)/2;m++) {printf(“%c”,’ ‘);} 
       printf(“%c\n”,’*’); } printf(“\n “);
 /*

Continuar a ler