A segunda vaga

Após o lançamento da primeira edição da revista PROGRAMAR, foi possível receber o feedback de muitos leitores que conheciam, ou passaram a conhecer a comunidade Portugal-a-Programar. Em geral, a revista foi muito bem recebida e foi possível recolher muitas críticas construtivas. Com base nessas críticas e na nossa auto-avaliação, procurámos tornar esta edição da revista como um exemplo da nossa dedicação em partilhar todos os conhecimentos que fomos adquirindo. Assim, tentámos também elevar o nível deste nosso projecto, para que seja reconhecido por todos os programadores. Esse é o nosso objectivo.
Continuar a ler

Introdução à programação de jogos

O desenvolvimento de jogos é um tópico que tem captado cada vez mais o interesse na área da informática. Este facto deve-se à crescente massificação dos videojogos na sociedade actual. Os jogos são agora uma das principais funções dos computadores, sendo por vezes, a própria razão pela qual estes são adquiridos.

No entanto, o desenvolvimento de jogos é muitas vezes tido como um passatempo de jovens, que não possui qualquer tipo de futuro, e que não requer muitos conhecimentos. Mas, pelo contrário, a criação de videojogos já deu origem a grandes empresas, sendo o mercado de videojogos, um negócio que movimenta demasiado dinheiro para ser deixado de parte. No entanto, são poucos os que conseguem entrar neste mundo, devido ao elevado grau de dificuldade, quer pelos conhecimentos necessários como pelo constante desenvolvimento das tecnologias. O desenvolvimento de jogos é uma área em expansão, mesmo no nosso país em que, embora pouco divulgados, existem bastantes projectos e várias empresas em funcionamento.

Continuar a ler