Arquivo de etiquetas: c#

C# – Excel

Ainda é muito usual depararmos-mos com ficheiros de processamento Excel, ou não fosse o Excel a mais famosa folha de cálculo até aos dias de hoje. Neste artigo, procuramos de uma forma simples mostrar ao caro leitor como podemos tirar partido do processamento do Excel, fazendo um pequeno programa que nos permite facilmente processar e criar novos ficheiros resultado partindo do Excel.

Para este artigo proponho algo simples, imaginemos uma empresa que produz vários tipos de brindes e merchandising. Os comerciais ao longo do mês vão criando encomendas dos vários clientes. A nossa empresa trabalha com dois armazéns distintos, mas o responsável pelo setor do armazém ao longo do mês recebe esses mesmos pedidos e regista os pedidos numa folha de Excel para lhes dar despacho. No final do período de processamento, o departamento financeiro precisa de saber ao certo qual o numero de encomendas efetuadas para poder emitir a fatura ao cliente final. Para este exemplo vamos considerar que vendemos três tipos de canetas. Azuis, pretas e vermelhas. Consideramos também que temos três clientes (somos uma pequena empresa) e que como é normal para cada cliente acordamos um valor específico de cada cor de caneta, sendo esse valor diferente para cada cliente.

Continuar a ler

Cifras e mais Cifras

Neste artigo decidi “revisitar” um tema que sempre me despertou interesse e que tive de abordar num projecto que fiz em 2015. O objectivo era encriptar, de forma a que fosse possível desencriptar, dados, bastando para tal saber um conjunto de informações (identificador, chave e chave-mestra), uma vez que a cada dado, apenas corresponde um identificador (fechadura) e para se chegar à chave que acabará por abrir, são precisas duas chaves (chave e a chave-mestra). Quase como a caixa forte do tio patinhas e os irmãos metralha a tentar abrir, mas um pouco mais complexo!

Para fazer executar esta tarefa, o utilizador deve inserir um identificador, neste caso “porta”, um código a ser cifrado, uma chave para o cifrar e a respectiva chave par (chave-mestra). Quando pressionar o botão para cifrar, os dados introduzidos, serão utilizados para cifrar o “código” usando a chave e a chave-mestra, devolvendo o valor do código, cifrado.

Continuar a ler

Feed RSS em C# .NET Core no Azure Web App em Linux

Neste artigo vou demonstrar como criar uma aplicação web Model-view controller (MVC) que vai ler o Feed RSS dos artigos da Revista PROGRAMAR em C# .NET Core 1.1 para Docker. A aplicação vai ser disponibilizada no Azure Web App em Linux através Docker Hub.

Azure Web App

O serviço Azure Web App permite que uma aplicação web desenvolvida em .NET, .NET Core, Java, Node.js, PHP, Python e Ruby esteja disponível em qualquer utilizador através da Internet. Para alguns o Web App é uma forma de disponibilizar uma página de Internet ou framework mas permite muito mais do que isso mais a frente vou demonstrar algumas funcionalidades.

Continuar a ler

De List para DataTable em 30 + 2 linhas!

Não será de todo estranho, pelo menos para alguns, a necessidade de converter uma lista de um dado tipo para Data- table, em C#. O mais comum, seria criar um novo objecto do tipo DataTable, criar as colunas e iterar a lista, adicionando as linhas ao datatable, a cada iteração. Isto seria no mínimo trabalhoso, além de pouco eficiente. O código seria pouco elegante e semelhante ao seguinte:

Continuar a ler

De DataTable para ficheiro CSV (mais comum do que seria agradável)

Tal como o título sugere, é mais comum do que seria “agradável”, ter de fazer transformações de dados de DataTable, para ficheiros CSV separados por vírgulas ou ponto-e-vírgula, para se transferirem dados nas mais diversas situações! Seria muito mais agradável usar um formato tipo XML ou mesmo JSON do que usar CSV! No entanto o CSV está para ficar, tendo em 2005 sido alvo de RFC para formato comum e Mime Type para transferência de ficheiros (RFC4188).

Ao longo do artigo será apresentada uma classe, bastante simples para escrever dados oriundos de uma DataTable para ficheiro em formato CSV de acordo com o RFC4180 e posteriormente em formato CSV separado por ponto-e-vírgula, conforme é comummente usado para transferência de dados entre sistemas “legados”.

Os dados armazenados num objecto do tipo DataTable, encontram-se num formato suportado pela framework .Net para armazenamento em memória. Como se trata de um objecto existem diversos métodos bastante úteis que podem ser chamados. Muitos deles bastante úteis quando se pretende trabalhar com os dados em memória. No entanto a classe DataTable não tem suporte para escrita de ficheiros CSV.

Continuar a ler

Introdução aos testes Unitários em C# com MS Unit Test

Introdução

Neste artigo será apresentada uma introdução básica aos testes unitários exemplificando como os escrever na linguagem C#, usando as ferramentas que acompanham o Visual Studio Community. Escrever testes de caso é uma parte importante do teste de software. Testar software é sempre um “quebra-cabeças” para programadores e testadores pois existem imensos tipos de casos de teste possíveis. Os testes unitários são um método pelo qual pedaços de um programa, módulos ou até conjuntos de módulos, são testados por forma a determinar se estão em condições de serem utilizados.

Para escrevermos bons testes unitários, devemos entender como é que um caso de teste funciona, e porque precisamos de o testar!

Continuar a ler

Android com C# – Introdução ao desenvolvimento

Nesta edição vamos fazer a review do Livro Android com C# – Introdução ao Desenvolvimento escrito por Henrique Loureiro.

O livro introduz o programador que tem conhecimentos em .NET, nomeadamente em C#, ao paradigma de desenvolvimento em mobile, utilizando o Visual Studio com plataforma de desenvolvimento e utilizando o Xamarin para o desenvolvimento mobile.

O livro está organizado em duas partes, a primeira mais teórica com alguns exercícios para consolidar os conhecimentos no final de cada um dos capítulos e uma segunda parte com alguns projetos completos mais abrangentes.

Continuar a ler

Padrão de arquitetura SOLID

Introdução

Existem diversas orientações para programação orientada por objectos, no entanto, neste artigo apenas iremos focar SOLID com exemplos em C#.

SOLID é um acrónimo dos cinco primeiros princípios da programação orientada a objetos e design de código identificados por Robert C. Martin Este mesmo acrónimo foi introduzido por Michael Feathers, após observar que os cinco princípios poderiam se encaixar nesta palavra.

O que significa S.O.L.I.D. ?

  • S – Princípio de Responsabilidade Única
  • O – Princípio Open Close
  • L – Princípio de Substituição Liskov
  • I – Princípio de Segregação de Interface
  • D – Princípio de Inversão de Dependência

Continuar a ler

Interagindo com páginas web com C#

Introdução

Algumas vezes necessitamos que o nosso programa interaja com uma página web, seja para obter alguma informação ou para testar o seu funcionamento. Normalmente, isto pode ser feito interagindo com o conteúdo da página, usando a API DOM (Document Object Model – representação dos objetos da página em forma de árvore) e obter informações ou interagir com a página (preenchendo caixas de texto ou clicando em botões pelo programa).

Isto, além de ser difícil e sujeito a erros, pode ter de funcionar de maneira diferente nos vários browsers. Uma maneira mais simples de fazer isto, além de ser compatível com a maioria dos browsers é usar uma ferramenta open source, chamada Selenium (http://www.seleniumhq.org/). Neste artigo, iremos mostrar como usar o Selenium para interagir com o Google, fazer uma pesquisa e mostrar os resultados numa Listbox WPF.

Continuar a ler