Arquivo de etiquetas: php

PHP 7

Neste artigo, traremos informações a respeito do PHP 7, alguns dos novos recursos e exemplos de código que podem executar de maneiras diferentes em versões anteriores à 7. O PHP 7 foi liberado em dezembro de 2015, atualmente encontra-se na versão 7.0.11 (este artigo está sendo escrito em outubro de 2016).

A linguagem PHP surgiu na década de 1990 como uma linguagem de scripting interpretada no servidor, mas seu histórico não é o foco deste artigo e pode-se encontrar mais informações no link http://php.net/manual/history.php.

A especificação do PHP pode ser encontrada em https://github.com/php/php-langspec. Possui uma sintaxe parecida com C e Perl.

Continuar a ler

Sistema de chat público em PHP

Introdução

chat_publico_0.3Embora a base deste sistema seja o PHP, também serão utilizadas outras tecnologias. A nossa “caixa de ferramentas” tem, então, o seguinte conteúdo e a respetiva utilização:

  • PHP: Linguagem de programação base;
  • HTML: Estrutura das páginas;
  • CSS: Design das páginas;
  • jQuery/JavaScript: Utilização do AJAX;
  • MySQL/MariaDB: Base de dados;
  • Apache: Servidor web;

Objectivo

No fim deste artigo o leitor terá uma visão abrangente do que é essencial para criar aplicações web e a ajuda necessária para começar a desbravar este mundo com o PHP.

Continuar a ler

Desenvolvimento de Aplicações em PHP

Quando comecei a ler o livro pensei, “Bem mais um livro sobre PHP”, tendo em conta que já não é o primeiro que leio e dificilmente será o último, tentei ler como se fosse a primeira vez que lia um livro sobre a linguagem PHP.

Conforme fui lendo, página a página, capítulo a capítulo, saboreando as páginas sem pressas, colocando apontamentos, dei por mim a recordar livros de outrora em que apresentavam uma linguagem ou tecnologia, sempre acompanhada de exemplos práticos e interessantes, que levavam o leitor numa “viagem” de auto-aprendizagem, seguindo os exemplos passo a passo. Algo que não é muito comum nos dias de hoje e em livros de PHP, tão pouco.

Continuar a ler

Abstracção de SGDBs em PHP – AdoDB

Nos dias que correm, são muitos os que já se aventuraram no desenvolvimento de aplicações web-based. Quando essas aplicações começam a ganhar notoriedade, há uma grande possibilidade de serem usadas noutro ambiente diferente daquele em que sempre desenvolvemos. Um dos problemas comuns é o facto de termos de usar um software de gestão de base de dados (SGDB) diferente e, como escrevemos a aplicação para usar um determinado SGDB, somos obrigados a modificá-la para podermos utilizar outro. Para evitar estes incómodos, existem bibliotecas que servem de camada de abstração de SGDBs.

O que é uma camada de abstracção?

Uma camada de abstracção é simplesmente um elo de ligação entre uma aplicação e dados externos (sejam bases de dados, documentos de texto, etc). Ou seja, a aplicação não liga directamente aos dados externos, mas faz um pedido à camada de abstracção e esta, por sua vez, faz o pedido aos dados, independentemente do seu tipo. A classe ADOdb tem precisamente essa função, é precisamente igual escrevermos uma aplicação que use um determinado SGBD ou outro, o resultado será sempre igual e, as alterações mínimas.

Continuar a ler

Sistema básico de templates em PHP

Como em qualquer site dinâmico, existe o desenho e a disposição de todos os elementos que o compõem e o conteúdo que irá preencher o site com algo de útil para os utilizadores que o visitam. Mas algo que muitos programadores se esquecem quando desenvolvem um site dinâmico, é separação do código entre ambos. Com este artigo, pretendo mostrar como podemos desenvolver uma pequena classe que nos irá permitir separar de forma simples e básica o conteúdo de todos os outros elementos do site. Desenvolvendo assim, o código torna-se muito mais atraente e bem estruturado. Tudo isto recorrendo à linguagem de programação PHP.

Não faz parte deste artigo explicar detalhadamente cada linha e/ou acção apresentada no código, mas sim mostrar ao leitor como construir um simples e básico sistema de templates para os seus sites dinâmicos. Dito isto, espera-se que o leitor já possua conhecimentos básicos/moderados de PHP, nomeadamente em classes. No entanto, grande parte do código encontra-se comentado; apesar de ser em inglês, penso que poderá servir de ajuda a alguém.

Continuar a ler